Pichau Arena
Uma Batalha de Informações

Assédio sexual e discriminação de gênero rendem dívida de US$ 100 milhões à Riot Games

Ex-funcionárias americanas realizaram denúncias há algum tempo e caso têm sido apurado

0

A desenvolvedora de games como League of Legends (LoL) e Valorant, Riot Games, terá de arcar com uma indenização de quase R$ 600 milhões na cotação brasileira. O valor corresponde à ação judicial aberta com acusação de abuso sexual e discriminação de gênero por ex-funcionárias nos Estados Unidos da América (EUA).

As norte-americanas Jess Negrón e Melanie McCracken são ex-funcionárias que cerca de dois anos atrás iniciaram uma ação judicial contra as práticas sexistas que vivenciaram no período ativo dentro da instituição.

LoL: 5 curiosidades sobre Yasuo, o Imperdoável

Em 2018, a entrada na justiça foi motivada pelo assédio sofriedo e, também violação da legislação de igualdade salarial entre homens e mulheres da Califórnia. A investigação contou com auxílio de dois departamentos estatais, sendo: Department of Fair Employment and Housing (DFEH) e o Division of Labor Standards Enforcement (DLSE).

Riot Games anuncia mundial feminino e calendário de VALORANT para 2022

O DFEH e o DLSE foram responsáveis por fechar as negociações de acordo com a desenvolvedora após trabalharem juntas nas investigações do caso. Ambas descobriram que cerca de 2.365 mulheres que trabalharam na Riot Games estão aptas a serem indenizadas com data vigente a partir de 6 de novembro de 2014.

LoL: 5 drag queens que seriam ótimas campeãs

Ainda segundo o jornal The Washington Post, as mulheres que possuem mais tempo de empresa irão receber valores maiores de indenização.

Ainda é necessária uma aprovação final da Justiça para solucionar o caso, porém, com os novos valores, a divisão será feita em duas etapas. Sendo US$ 20 milhões utilizados apenas em taxas e despesas, enquanto os outros US$ 80 milhões serão divididos entre atuais e ex-funcionárias da Riot Games.

Wild Rift: Leona aparece magra em arte promocional; comunidade reage

É importante entender que o valor em si é definido como o mais alto garantido por meio de acordo com o trabalho de ambos departamentos.

Vale lembrar que a desenvolvedora chegou a disponibilizar uma proposta de pagamento de cerca US$ 10 milhões no primeiro acordo.

5 dicas para melhorar sua gameplay no Valorant

Acusando que o valor seria insuficiente pela injustiça acomedida, ambos departamentos recusaram a proposta e seguiram em nova negociação que teve frutos apenas no fim de 2021. Confira a retratação da Riot:

 Três anos atrás, a Riot esteve no centro do que se tornou um acerto de contas em nossa indústria. Tivemos que enfrentar o fato de que, apesar de nossas melhores intenções, nem sempre vivemos de acordo com os nossos valores. Como empresa, estávamos em uma encruzilhada. Poderíamos negar as deficiências de nossa cultura ou poderíamos nos desculpar, corrigir os rumos e construir uma Riot melhor. Nós escolhemos a segunda opção. Embora estejamos orgulhosos do quanto avançamos desde 2018, nós também devemos assumir a responsabilidade pelo passado. Esperamos que este acordo reconheça devidamente aqueles que tiveram experiências negativas na Riot.

 

 

Leia mais:

 

LoL: os melhores cosplays de Natal da Jinx

 

 

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x