Pichau Arena
Uma Batalha de Informações

Estreando no VALORANT Masters, Sharks Esports perde para Nuturn e cai para chave lower

0

O primeiro dia de VALORANT Masters contou com três grandes séries. O dia começou com FNATIC vencendo da KRU Esports por 2×0 e Version1 atropelando os japoneses da equipe Crazy Raccoon pelo mesmo placar.

No terceiro e último jogo do dia, foi a vez dos brasileiros disputarem pela permanência na chave principal contra os coreanos da NUTURN Gaming. Com um atropelo no primeiro mapa, o jogo começou favorável para a Sharks Esports, mas o resto da série foi dominado pelos estrangeiros.

Veja o resumo da melhor de três:

Haven

O primeiro mapa dos brasileiros no VALORANT Masters, de escolha da Sharks Esports, teve um começo de jogo favorável para a equipe de Wallacy “prozin”. Os tubarões venceram o primeiro pistol e seguiram conquistando o segundo round pelo bombsite B, mas o primeiro armado da NUTURN acabou ficando para os inimigos.

Com a vitória do terceiro round graças a uma entrada agressiva em direção ao bombsite A, os tubarões quebram a economia inimiga e forçam os coreanos a economizarem para o quinto round, que fica para os brasileiros.

Essa vantagem econômica atribuída para os brasileiros – e destaque para o trabalho duelista de gaabxx, que jogou de Sage -, a primeira metade do jogo disparou para 6×1 e obrigou o time inimigo a pedir uma pausa para rever suas estratégias.

Com a volta do jogo, a NUTURN consegue seu segundo ponto e recupera sua economia, mas os tubarões ainda estão com equipamentos completos e garantem o nono round sem muitas dificuldades.

Com uma ótima atuação da Sage de Gabriel “gaabxx”, a Sharks não dá tréguas para os coreanos, que começam a jogar de forma mais desorganizada e pecam em tentar coordenar o uso de suas habilidades. Essa situação permite que os tubarões finalizem o lado atacante por 10×2.

Após a troca de lados, a NUTURN avança agressivamente pelo lado A e conquistam seu primeiro pistol da série. O segundo ponto também fica para os atacantes, que estão avançando com bastante rapidez.

O primeiro armado dos brasileiros no defensivo não decepciona e os tubarões conseguem o décimo primeiro ponto, se aproximando de finalizar a Haven com vitória. Os coreanos conseguem se recuperar um pouco no lado atacante, abusando da combinação de Odin com balas varadas fora do local de plant, mas não é o suficiente para garantir o jogo.

Graças a uma ótima atuação individual de gaabxx, os brasileiros conquistam o matchpoint com um clutch da Sage e rapidamente conquistam o 13º, abrindo 1×0 na série que seguiu com Bind, escolha da NUTURN.

Bind

Diferentemente do esperado, o duelista gaabxx foi contra seu jogo esperado e escolheu Viper para o segundo jogo. Com uma composição de bastante controle de área e visão, a Sharks Esports conquista o primeiro pistol do mapa, mas foram rapidamente cobrados pelos coreanos, que asseguraram um 2×1.

O primeiro armado brasileiro do segundo mapa acabou não sendo favorável, e a rotação rápida dos coreanos acabou bagunçando a estratégia dos tubarões. Com 4×1 para os inimigos, a Sharks sofre com sua economia, mas garante seu segundo ponto graças a um clutch de Matheus “fra”.

Com uma estratégia de ataque bastante forte, a NUTURN não dá brecha para os brasileiros conseguirem ter controle de alguma área e disparam o placar para 6×2. Para o nono round, a Sharks Esports guardou três de suas ultimates e forçou um armado, mas não conseguiu segurar e o ponto foi para os inimigos.

Após uma pausa tática, os brasileiros começaram a jogar de forma mais recuada e esperam o avanço dos rivais. No entanto, os coreanos leem o jogo dos defensores e conseguem trabalhar bem com seu tempo, conquistando o placar de 8×2 a seu favor.

Entregando o bombsite completamente e focando no retake, a Sharks não consegue se recuperar e sofre mais um round bagunçado. Com a primeira metade finalizada em 10×2, os tubarões trocam de lado de forma bastante prejudicada.

O primeiro pistol ficou para os atacantes, impedindo a defesa dos coreanos no bombsite A. Os brasileiros entraram no segundo round com Spectre para todos os jogadores, garantindo a vitória. Mesmo com alguns rounds de ataque favoráveis para os brasileiros, a NUTURN conquista o matchpoint por 12×4.

Os brasileiros tentaram segurar, mas a NUTURN não deixou barato e empatou a série em 1×1, empurrando a decisão para o terceiro mapa.

Ascent

Começando pelo lado defensor, os coreanos garantem o pistol rushando para impedir qualquer avanço de ataque dos brasileiros. Com eliminações logo no início de cada round, os três primeiros pontos ficaram para a NUTURN com grande facilidade, forçando uma recuperação econômica para os rivais.

Sem qualquer reação da Sharks, os brasileiros não conseguem uma entrada de sucesso e os coreanos disparam o placar para 9×0, controlando extremamente bem qualquer avanço dos tubarões.

O primeiro ponto e respiro brasileiro no último mapa veio com um avanço para o lado A. Com essa vitória, a Sharks Esports também garantiu seu segundo ponto, mas foram rapidamente cobrados e a NUTURN consegue o décimo ponto.

Com a troca de lados, os brasileiros reagem na defesa e conseguem o primeiro pistol com direito a um ace de gaabxx. Com o placar 10×5, a Sharks tem uma certa vantagem na segunda metade, mas os coreanos marcam seu primeiro ponto e abrem com o décimo primeiro ponto.

Logo em seguida, com um ataque agressivo para o bombsite B, os coreanos rapidamente asseguram seu segundo matchpoint da série e, em seguida, vencendo a série.

Com a derrota, a Sharks Esports cai para a chave lower e irá disputar contra a KRU Esports para garantir a sua permanência no campeonato, podendo trilhar um caminho para vencer a Lower Final.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x