Pichau Arena
Uma Batalha de Informações

Além das partidas: Conheça algumas Supermães dos eSports

Conciliando a maternidade com o mundo dos eSports

0

Neste Dia das Mães, é celebrado não apenas o amor incondicional e o cuidado, mas a Pichau Arena também reconhece aquelas que desafiam os estereótipos, equilibrando com maestria a maternidade com suas carreiras nos eSports. Entre essas mulheres inspiradoras está Barbara “Babi” Micheletto, Taynah “tayhuhu” Yukimi e Patricia “Misty” Fonseca, todas deixando sua marca no cenário de VALORANT.

Babi Micheletto

Uma uma das vozes mais reconhecidas no cenário competitivo de eSports, Babi iniciou sua jornada como caster durante os dias do Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO). Atualmente, é uma das principais casters de VALORANT pela Riot Games. Além de sua paixão pelos jogos, Babi é mãe de Caíque, de cinco anos, e Matteo, de apenas um ano.

O nascimento do segundo filho coincidiu com o mundo dos eSports, sendo revelado durante a emocionante final do Game Changers Series 1 Brasil 2022. Com participações em competições renomadas como VCT 2024: Americas Stage 1 e VCT 2024: Masters Madrid, Babi continua a inspirar tanto dentro quanto fora do jogo.

tayhuhu

Mãe de Wendy, de seis anos, tayhuhu é outra pioneira que desafia as expectativas. Como jogadora profissional de VALORANT, ela compartilha sua jornada não apenas nas competições, mas também nas redes sociais, onde mostra orgulhosamente sua filha ao lado de suas conquistas no mundo dos eSports.

Passando por equipes como INTZ Angels, B4 Angels e LOUD e apesar das demandas da maternidade, a atleta continua a competir em alto nível, demonstrando a habilidade em campeonatos como o VCT 2023: Game Changers Brazil.

Misty

Patricia “Misty” Fonseca, mãe de Nicolas, de oito anos, também enfrenta os desafios de equilibrar a vida familiar com a carreira nos eSports. Com uma trajetória que começou no CS:GO e agora se estende para o mundo de VALORANT, Misty competiu em equipes como The Union e Valkirias.

Apesar das responsabilidades da maternidade, a atleta continua a se destacar no cenário competitivo, mostrando que ser mãe não é um obstáculo, mas sim uma fonte de força e motivação.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x