Pichau Arena
Uma Batalha de Informações

“Senti falta de novos desafios”, diz Maestro sobre ida para a FURIA

0

Após o anúncio oficial de Lucas ‘Maestro’ como novo Head Coach da área de League of Legends da FURIA, organização brasileira de esports, o técnico participou de uma coletiva de imprensa para debater sobre quais serão os próximos passos de sua carreira.

Tendo vivenciado toda a sua atuação profissional no cenário dentro da INTZ – organização pela qual acumula cinco títulos, entre CBLOL e Superliga -, Maestro destacou que a mudança de casa foi necessária para que pudesse se encontrar novamente.

O técnico ressaltou que sente muito carinho pela INTZ e por toda a contribuição para sua formação profissional, mas que estava sentindo falta de novos e grandes desafios – o que o atraiu bastante neste momento da FURIA.

“Antes mesmo de fechar com a FURIA, eu já estava com um sentimento de ansiedade por novos desafios – algo que eu não tinha há muito tempo. Então, acredito que o chamado veio no momento certo da minha carreira.”

Questionado sobre sua visão diante das últimas atuações da FURIA, Maestro comentou que, desde o início, o time passava a sensação de que não havia uma boa sinergia coletiva do time principal – diferentemente do Academy.

O técnico ainda ressaltou a possibilidade de levar os atletas do time Academy para a equipe principal, mas com paciência e respeitando a longa curva de aprendizado do jogo. “A minha ideia é ter uma comunicação bem próxima tanto com os atletas como com a equipe técnica do Academy, para criarmos em conjunto uma nova era dentro da FURIA.

Destacando bastante a questão da filosofia, Maestro concordou com Jaime sobre dar prioridade para ideais alinhados na hora de formar a nova equipe. “Eu tenho sim, muita ambição e vontade de cravar a bandeira lá fora pela organização, mas antes precisamos de um diagnóstico completo de quais mudanças serão necessárias.”

A reformulação geral de como a FURIA encara o League of Legends deverá impactar toda a cultura da organização, que esteve mais inclinada positivamente para o Counter-Strike nos últimos dois anos. Com Maestro, o Co-CEO da organização, Jaime Pádua, busca também recuperar – e renovar – o sentimento da torcida.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x