Pichau Arena
Uma Batalha de Informações

LoL: Toti é afastado de diretoria da Vorax por discurso pró-golpe militar

0

Nesta quarta-feira (31), uma polêmica afetou o cenário brasileiro de League of Legends. Um dos CEOs da Vorax, conhecido como Toti, foi afastado do cargo de diretor da organização após responder um tweet de sua sócia, Marina Leite, afirmando que parou para “analisar os benefícios possíveis do exército tomar o poder novamente no Brasil”.

Pouco tempo após a repercussão negativa, a Vorax anunciou o desligamento do profissional do cargo de diretor. Todavia, como foi informado pela própria Marina, Toti continuará como um dos investidores, mas não terá mais poder de decisão sobre a gestão da equipe.

Na publicação original, Marina criticava o posicionamento ministro da defesa acerca do Golpe Militar de 1964, que está completando 57 anos nesta quarta-feira. “57 anos do Golpe militar, mas o Brasil é obrigado a ouvir que o regime deve ser “compreendido” e “celebrado”. Não, Ministro. Deve ser lembrado, estudado, conhecido e repudiado”, afirmou.

Ironicamente, Marina afirmou que Toti fazia ela ter uma visão nova das coisas. “Acho legal que você sempre me faz ter uma nova perspectiva das coisas. Por exemplo, achei eu não dava para ter mais vergonha de tu no Twitter. Me enganei kkkk”.

Além disso, outras personalidades do cenário e membros da Vorax responderam ao ex-diretor, criticando sua fala. O treinador da Academy, Galfi, afirmou que Toti estava “biruta”, e foi respondido pelo mesmo, que foi rebatido por Kalec, técnico do time principal.

Toti
Imagem: Reprodução

Por fim, Toti pediu desculpas, afirmando que foi mal interpretado e que Marina o “comeu vivo” por sua fala.

Toti
Imagem: Reprodução

Confira também: Conheça Gwen, a mais nova campeã de League of Legends

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x