Pichau Arena
Uma Batalha de Informações

CBLOL: 3 personalidades pretas do torneio

Conheça as histórias de Aoshi, FNB e CarioK

0

Quantos pro players negros você conhece? Ciente da importância da inclusão, a redação da Pichau Arena separou três figuras essenciais para o desenvolvimento do cenário brasileiro de eSports dentro do League of Legends. Pensando também na vivência da maior parte da população do Brasil, hoje falaremos sobre a história de CarioK, FNB e Aoshi. Confira:

Marcos “Cariok” SantoS

Imagem: Reprodução/Riot Games

Começou a jogar no mid e foi na jungle que se mostrou um bom player. Conhecido pelo seu trabalho na IDM, lá em 2017, também passou pela Havan Liberty e desde 2020 integra o elenco da paiN Gaming. CarioK foi um dos primeiros negros a vencer o Prêmio CBLoL – ao lado de FNB – e também o primeiro preto a conquistar um título de CBLOL em 2021.

Natan “FNB” Braz

Imagem: Reprodução/FURIA

Desde 2017 no competitivo, FNB passou pelo top da IDMP, Santos e-Sports e acompanhou as mudanças da atual Vorax. Venceu o Logitech G Challenge em 2018 pelo Santos e, em 2019, ergueu o troféu do Circuito Desafiante com a PRG. Em 2020, levou o prêmio de melhor top laner do Brasil; como primeiro negro em sua posição. Em 2021, foi a primeira vez que dois negros disputaram o CBLOL e FNB era um deles.

Franklin “Aoshi” Coutinho

Imagem: Reprodução/Riot Games

Uma lenda do LoL no Brasil, Aoshi foi o primeiro negro no nosso cenário a ter relevância. Começou a carreira lá em 2014, na CNB eSports Club, passou pela CNB Infinity – para vencer dois torneios da Logitech em 2016 – e integrou o top lane da OPK, ganhando o torneio da ESL. Em 2019, foi para a INTZ e tornou-se analista, fazendo parte da staff do clube.

Leia mais:

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x