Pichau Arena
Uma Batalha de Informações

Por que temos mais torneios no CS:GO? Entenda

Valve e comunidade tem ligação direta com campeonatos

0

Com cerca de mais de 10 anos de competitivo regional e internacional, você já percebeu que atualmente o  Counter Strike: Global Offensive (CS GO) é a modalidade que conta com a maior quantidade de campeonatos em comparação ao League of Legends (LoL), DotA 2 e VALORANT?

A verdade é que existe uma série de fatos para entender melhor a diferença dos cenários competitivos de cada uma das modalidades que estão em alta atualmente.

 

Imagem: Reprodução/ESL

 

Alguns podem até pensar que o CS:GO acaba tendo essa diferença de competições por ser um dos primeiros games a se tornar um expoente dos esportes eletrônicos no mundo, porém, é muito mais do que isso.

Temos que pensar desde o investimento da desenvolvedora até mesmo o impacto disso na vida dos pro players que vivem da modalidade tanto no Brasil quanto em outros países. Separamos alguns fatores que podem ser decisivos para tantos campeonatos acontecerem. Veja:

 

11 campeonatos só em junho de 2022

 

Imagem: Reprodução/BLAST

 

O CS:GO apenas em junho conta com 5 campeonatos grandes em nível global e premiação total que varia de US $ 10 mil dólares e US $ 425 mil dólares.

Alguns deles acontecem presencialmente que é o caso da BLAST em Lisboa (Portugal) e a Roobet Cup 2022, por exemplo — que contará com participação de equipes como FaZe Clan, FURIA e Imperial —, conta com um alto valor de prêmio mas irá acontecer totalmente on line com as maiores equipes da região da Europa.

Além dos cinco torneios, não estamos contabilizando torneios como as finais da eLEAGUE e da ESEA da América do Norte e da Europa, que são campeonatos diferentes apesar de terem o mesmo nome.

 

Imagem: Reprodução/Gamers Club

 

Fora isso, temos competições nacionais em junho, tais como a Liga Gamers Club da série A de 2022 e a BGS Esports 2022 que acontece na Brasil Game Show, feira anual de games que acontece em São Paulo e considerada a maior da América Latina no segmento.

Não acaba por aí, ainda temos FiRe LEAGUE 2002, a liga argentina da modalidade que conta com pro players brasileiros na line up da Isurus; que acabamos acompanhando o andamento do torneio.

No mesmo mês acontece o Ela Faz o Game, que incentiva o cenário feminino da modalidade aqui em terras brasileiras. Se formos contar todos os campeonatos que acabamos de listar, contamos com 11 competições. Mas, quantas competições as outras modalidades têm?

 

Comparação com outros cenários de eSports

 

Imagem: Reprodução/Riot Games – Bruno Alvares

 

No LoL, existe 1 campeonato nacional, outros 3 internacionais e 1 mundial, sendo que um depende do outro para se classificar; ou seja, existem campeonatos de diferentes regiões, mas no fim, todos eles competem nos internacionais e no mundial. Sendo assim, no LoL, temos três torneios e mais duas disputas regionais; ou seja, por ano, são 6.

Contando com dois “mundiais”, o VALORANT conta com duas fases para cada região. São duas etapas de regionais por ano, exatamente como no LoL. Ou seja, são 6 torneios ao ano.

 

Imagem: Reprodução/Riot Games – Bruno Alvares

 

O DotA 2 por sua vez, que também é da mesma desenvolvedora do CS, tem um grande campeonato por ano, o The International. Além disso, conta com disputas que qualquer um pode montar uma equipe e participar, ou seja, em comparação com outros games, acaba nem sempre sendo uma disputa profissional.

 

A questão Valve

 

Imagem: Reprodução/Internet

 

Valve não investiu no competitivo do jogo como a Riot Games com o LoL, por exemplo. Por conta disso, nada oficial existia dentre as competições porque basicamente qualquer um poderia criar um campeonato já que a própria desenvolvedora não dava estrutura para os times e jogadores poderem viver disso.

Isso por muitos anos foi um grande problema para o desenvolvimento do cenário competitivo, principalmente se pensar no competitivo brasileiro, que demorou para deslanchar justamente por falta de investimento.

 

Imagem: Reprodução/Gamers Club

 

No fim, o que fez o game brilhar, foi a própria comunidade apaixonada pelo jogo. Ao longo dos anos, empresas também perceberam a potência que o CS poderia ser e foi assim que nasceu a IEM e a ESL, que hoje são tão consolidadas no competitivo.

 

 

Leia mais:

CS:GO: “Sei que fizemos história” diz Olga após vice da ESL

CS:GO: saiba a importância do grupo B da IEM Dallas 2022

CS:GO 00NATION quer juntar coldzera e TACO; entenda

 

Matéria escrita por Siouxsie Rigueiras publicada na Betway Inside e adaptada para o leitor Pichau.

 

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x