Pichau Arena
Uma Batalha de Informações

Valorant: Etapa 2 do Challengers começa na próxima semana

Formato e datas dos jogos foram definidas; notícia não agradou profissionais do cenário

0

A Riot Games divulgou hoje (17) o formato e datas da Etapa 2 do Valorant Challengers Brazil. Este próximo torneio define dois finalistas brasileiros que irão para o campeonato mundial de Valorant na Islândia, o Masters Reykjavík.

As qualificatórias para as fases 1, 2 e 3 acontecerão como na etapa 1 – elas serão compostas de MD1 (Melhores de Um) e MD3 (Melhores de Três) e selecionarão os times para os playoffs. As quatro melhores equipes da Fase 1 avançam direto para Fase 2. Os quatro primeiros colocados da Fase 2 e 3  irão automaticamente para a Final Brasileira.

Fase 1

Qualificatória 1 – 23 e 24/03

Playoffs 1 – 27 e 28/03, 03 e 04/04

Fase 2

Qualificatória 2 – 05 e 06/04

Playoffs 2 – 10 e 11/04, 17 e 18/04

Fase 3

Qualificatória 3 – 12 e 13/04

Playoff 3 (Super Semana) – 22 a 25/04

A Final Brasileira, ao contrário do Masters Regional, será disputada com o sistema de eliminação dupla, com Lower e Upper Brackets. Os jogos serão divididos em sete dias e podem variar entre 14 e 21 confrontos no total.

O formato da Final Brasileira do Challengers será diferente do Masters Regional. Foto: divulgação

Todas as partidas acontecerão no formado de MD3, exceto a grande final, que será uma MD5 (Melhor de Cinco).

Repercussão negativa

O Masters Regional ainda não acabou – a final será  nos dias 20 e 21 de março. Com isso, os times que estão competindo nesse torneio terão pouco tempo para trabalhar em novas estratégias e para se recuperar.

“Estar no topo do cenário brasileiro vai ser uma punição”, disse Felipe “Katraka” Carvajal, coach da Gamelanders, em nota divulgada no Twitter pessoal. “Para este novo campeonato a Astra estará válida, um agente que promete ser muito forte no competitivo, mas, que estes times não tiveram sequer oportunidade de treinar com ela”, explicou.

Além disso, o técnico disse que considera prejudicial à saúde de toda equipe uma agenda apertada como essa. Para ele, o desejo de tirar um tempo para descansar entra em conflito com o sonho. “A questão é que nós não temos esta opção de ficar longe do Valorant. O Valorant é a nossa profissão. E para muitos, a oportunidade de nossas vidas”, escreveu.

Outros profissionais do cenário, como Iara Rodrigo (analista da Furia) e Gustavo “GuhRVN” Rodrigues (jogador profissional pela Rise Gaming), concordaram com Katraka.

Mensagem de Iara Rodrigo, analista da Furia, em resposta ao pronunciamento de Katraka no Twitter
Gustavo Rodrigues, jogador profissional pela Rise Gaming, também se pronunciou sobre o calendário em resposta a Katraka

Manager de Valorant da Vorax, Victor “Broukz” Luiz, também se pronunciou contra o calendário. “Talvez desumano tenha sido uma escolha errada de palavras, por lembrar de condições precárias de trabalho, talvez as palavras sejam: nada saudável”, complementa em outra postagem.

Flávia Naoshii, que trabalha na Gamelanders, mas como analista do time feminino da organização, levantou outro ponto importante quanto ao calendário proposto pela Riot. As datas do Valorant Challengers Brazil entram em conflito com campeonatos destinados ao público feminino, alguns que são, inclusive, apoiados pela empresa por meio da iniciativa do Valorant Game Changers. Isso impossibilitaria a participação das mulheres nos torneios maiores e oficiais do jogo.

Contatada pela reportagem, a Riot Games disse não ter um pronunciamento a fazer sobre o assunto.

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x