Pichau Arena
Uma Batalha de Informações

Team Vikings supera Sharks Esports e carimba a vaga para Mundial de VALORANT

0

A primeira equipe a garantir a sua vaga para a Islândia é a Team Vikings, que venceu a final principal do Valorant Champions Tour Brasil Finals com uma série de 2×0 contra Sharks Esports.

Os tubarões, no entanto, ainda podem se recuperar e vão disputar a repescagem amanhã, contra a equipe que vencer a lower final.

Veja, abaixo, como foi o confronto:

Ascent

No mapa de escolha da Sharks Esports, a Team Vikings começou defendendo e já garantiu 4 pontos consecutivos. Realizando boas defesas e bom uso da combinação de suas habilidades, a equipe de Sacy disparou e quebrou a economia inimiga.

O primeiro ponto dos tubarões no taque veio somente com o quinto round, e conseguiram assegurar o segundo graças a possibilidade de compra de boas armas. Com o placar 4×2 para a VKS, a equipe não permitiu que a Sharks disparasse e garantiu mais 5 pontos em sequência.

A primeira metade foi dura para a Sharks, que marcou apenas 3 pontos. Com a virada de lados, porém, o primeiro pistol também ficou para a VKS, que forçou o segundo round para conseguir uma boa entrada no bombsite A e garantir o décimo primeiro ponto.

A apenas um ponto de distância do matchpoint, a VKS tenta uma nova estratégia e avança para o bombsite B. Mas os tubarões estão preparados e conseguem o retake após o plant da spike, desarmada por denaro.

Tentando fazer com que a Sharks se confunda com o posicionamento inimigo, a VKS tenta avançar pela garagem do B e pelo meio e garante o matchpoint mesmo sem conseguir realizar o plant da spike.

Com a situação econômica grave, a Sharks não consegue parar o avanço inimigo e a VKS acaba vencendo o mapa de escolha dos rivais. Com a equipe de sutecas a apenas um mapa de distância da Islândia, o confronto segue para a Bind.

Bind

O último mapa começou com um forte avanço da VKS, que conquistou o bombsite A e dizimou a equipe inimiga sem precisar plantar a spike. Para o terceiro round, a equipe decidiu reverter o ataque para o bomb B, mas os tubarões conseguiram um bom retake e levaram seu primeiro ponto.

Forçados a utilizar a ultimate da Viper de saadhak já no quarto round, a VKS tenta uma entrada pelo A, mas os rivais acompanham e empatam o jogo, impedindo o plant da spike. A Sharks, com melhor uso das combinações de seus agentes, consegue parar o avanço inimigo e vira o jogo, que é rapidamente empatado novamente no 3×3.

A VKS consegue marcar seu quarto ponto, mas a Sharks dispara com três pontos consecutivos – com destaque para a ótima atuação da Viper de gaabxx nos últimos três rounds. Sem se deixar abalar, a VKS empata o jogo novamente e, após a troca de lados, começa a defender de forma mais avançada e agressiva e consegue virar o jogo para 9×6.

Os tubarões conseguem seu primeiro ponto no lado atacante, mas a VKS se recupera e volta a proibir qualquer avanço dos inimigos sem medo de utilizar suas habilidades, marcando seu décimo ponto. O jogo, porém, volta a se tornar disputado e a os tubarões conseguem seu décimo primeiro ponto, o que pede uma pausa tática.

Após a pausa, a VKS rapidamente marca seu segundo match point da série e decide agressivar, o que funciona e permite que vençam o segundo mapa, fechando a série com 2×0 e garantindo a vaga para a Islândia.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x