Pichau Arena
Uma Batalha de Informações

VALORANT: srN desativa redes sociais após onda de transfobia

A polêmica começou após a atleta ganhar em duas categorias do PeB 2023

0

O Prêmio eSports Brasil – principal premiação do cenário de esportes eletrônicos da américa latina – causou uma onda de ataques transfóbicos após premiar Nicolas “srN” Niederauer nas categorias Melhor atleta feminina de VALORANT e Atleta revelação feminina; com as agressões, a atleta desativou as redes sociais.

Apesar das categorias possuírem “feminino” na nomenclatura, o prêmio engloba o cenário inclusivo – que é composto de mulheres (cis e trans) e pessoas não-binárias (que não se identificam com nenhum dos dois gêneros).

Entre as indicadas para a categoria de Melhor atleta feminina de VALORANT, estavam, além de srN, Julia “Jelly” Iris e Vitoria “bizerra” Vieira. As teammates e outras personalidades do cenário competitivo discordaram da decisão do júri, justificando que bizerra era quem merecia receber o troféu.

André “Sensi” Kaneyasu – Manager de eSports da Team Liquid – comentou sobre a vitória “Srn é sim uma ótima jogadora, teve um bom ano, faz sentido ter ganhado como Revelação. No entanto, melhor jogadora do ano na minha humilde opinião seria da Bizerra por motivos óbvios… ganhou os presenciais e ainda ficou top 2 do MUNDO“.

Entretanto, os integrantes profissionais da comunidade também saíram em defesa de srN – que desativou a conta no X – contra os ataques transfóbicos causados pela polêmica gerada durante a premiação.

 

Vale ressaltar que a idade mínima para participar dos qualificatórios para o VALORANT Champions Tour Game Changers é 16 anos e srN não havia completado a idade até a final do primeiro split do torneio.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x