Pichau Arena
Uma Batalha de Informações

RED Canids anuncia time emulador de Free Fire liderado por Knight

0

A RED Canids, organização brasileira de esports, anunciou, nesta quinta-feira (19), os nomes atrelados à equipe emulador de Free Fire.

Ygorx, Saya, Bagno e Knight são, até agora, os nomes anunciados pela RED Canids como parte integrante da equipe emulador – é a primeira vez que a organização monta uma line-up para a modalidade. Segundo a organização, ainda existe um último jogador – chamado de “Misterioso” pela equipe – a ser revelado no final deste mês.

O anúncio também veio junto da descoberta do nome por trás da gerência da equipe. Estreando sua segunda passagem pela organização – dessa vez como manager -, Gustavo Koga foi o responsável por escolher os nomes que defenderiam a camisa da RED.

Equipe emulador (RED Canids).
Da esquerda para a direita: Bagno, Ygorx, Saya e Knight/Foto: Maria Eduarda Cury

Em entrevista para a Pichau, Koga diz que contou com a ajuda de Knight, uma das primeiras peças que contatou, para o ‘scout’ do restante da equipe.

“Quando ele entrou em contato comigo, não havia uma ideia fechada ainda – apenas sugestões de nomes. E, mesmo assim, aceitei na hora a iniciativa do projeto”, comentou Knight, que saiu de uma temporada de sucesso como coach da Black Dragons após ter vencido a NFA Season 5.

Novas motivações

Para Ygorx e Bagno, o contato veio na mesma semana em que encerraram suas relações profissionais com a Netshoes Miners. “Como eu já conhecia a org pela sua reputação em outros jogos e gosto muito do trabalho do Knight, eu aceitei sem pensar duas vezes”, disse Bagno.

O projeto da RED também foi responsável para que Ygorx não tirasse uma pausa do cenário competitivo – o que considerava fazer após sair da Netshoes Miners. “Quando ele (Koga) me apresentou a ideia, me atraiu bastante a estrutura focada em desempenho, que é o que eu mais gosto de vivenciar, minha cabeça mudou e eu decidi aceitar”, comentou.

Já Saya, que estava jogando na NFA Latam e se destacou no Play-In da Liga das Américas pela Icon Gaming. O jogador conta que decidiu voltar para o Brasil por ver que a proposta da RED poderia ser diferente. “Quando eu recebi a proposta, eu percebi que estavam buscando players com destaque individual, peças que poderiam encaixar e não um time fechado, e me pareceu mais profissional tanto pela abordagem como pela estrutura proposta”, disse.

Sincronia

Juntos há cerca de um mês, os jogadores estão confiantes. Treinando cerca de 11 horas diárias, os jogadores estão focando em treinos sempre grupais. “A gente está correndo contra o tempo, focando em acelerar nosso entrosamento e alcançarmos o topo”, completa Knight.

O time parece, também, estar alinhado sobre seus principais desafios. Enquanto o time concorda que desbancar o Fluxo seria uma ótima primeira conquista, Knight também tem sua perspectiva individual. Para o técnico, a paiN Gaming vem forte e conseguir vencê-los demonstraria um ótimo resultado para a nova equipe.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x